Lançamento


KALLÍOPE: a musa grega da palavra transformada.
Do texto escrito do dramaturgo à performance viva do ator em cena

Ano 2018 / Fortuna Musical Edições
 
      A autora vai buscar na mitologia grega: Kallíope (uma das nove musas e mãe das Sereias) - e fazer analogias coerentes entre o ator, o jogador esteta e o comunicador teatral. Estes, assim como as Sereias seduzem o receptor, porém, de maneira oposta. Enquanto elas trazem os marinheiros para si com o intuito de copular e matar, os intérpretes enfeitiçam o público para o conhecimento, as grandes reflexões, o desenvolvimento do senso crítico, o refino da sensibilidade e o contato com a beleza. O livro aborda também o “o que”, o "por que", o "como" o intéprete transforma as palavras "caladas" do dramaturgo (verbal escrito) em palavras faladas (verbal sonoro), com encanto, no palco. Obviamente, o diretor é convidado a entrar na teia de argumentações. São abordados enfim, os litígios, amores e dores entre as três instâncias poéticas maiores do teatro: autor, ator e diretor. Instala ainda, o comportamento da plateia como partícipe na trilogia.